O controle das emoções como fator preponderante para o sucesso

Você já parou para pensar que o controle de suas emoções é fator preponderante para o seu sucesso? Sim, o equilíbrio emocional está diretamente ligado ao desenvolvimento pessoal e profissional e é de suma importância, principalmente para os que exercem a posição de líderes. Aprender a administrar as emoções significa utilizá-las em benefício próprio e da organização onde você atua, e isto é fundamental para o seu sucesso e o de sua empresa! Vamos refletir mais sobre este conteúdo?!

A dinâmica entre a razão e a emoção

A emoção alimenta a razão e esta refina a sua manifestação. Assim, o controle das emoções é primordial para o sucesso, pois elas, quando bem administradas, lhe propiciam resultados fantásticos. Porém, ter equilíbrio emocional demanda de nós um profundo processo de autoconhecimento e exercício da tolerância e autocontrole, por exemplo, utilizando aquela velha e básica regrinha do “contar até dez antes de responder ou agir”.

Os problemas sempre estarão presentes em nossas vidas e o nosso diferencial está em como administramos estes problemas. É preciso controlar com objetividade a ação da emoção ao analisar fatos e situações, permitindo que a razão atue preponderantemente. Porém, também não devemos suprimir por completo os sentimentos, pois são eles os responsáveis por nos trazerem a leveza, a criatividade e a clareza na resolução, gerando o equilíbrio necessário. Controlar as emoções e saber lidar com elas é bastante diferente de sufocá-las ou reprimi-las. Daí a importância do autoconhecimento, pois o controle das emoções e o equilíbrio nas relações interpessoais dependem justamente de saber lidar com as fragilidades e pontos fortes de forma bem equilibrada.

As pessoas que conseguem administrar bem as suas emoções tendem a ser mais bem sucedidas, justamente porque conseguem manter seu raciocínio livre de influências emocionais. A tomada de decisão é fortemente influenciada pelas emoções e um indivíduo tomado por emoções e impulsividade pode causar danos irreparáveis à sua imagem e à organização onde atua. Por isto, manter-se consciente dos próprios sentimentos, permanecendo atento ao que se está sentindo, é uma aptidão emocional que impacta o desenvolvimento pessoal e profissional do indivíduo e, consequentemente, o sucesso de sua empresa.

Quando o profissional ainda não desenvolveu bem esta competência a um nível necessário para o bom relacionamento, ele é extremamente sensível, externa facilmente o que sente e age por impulso, gerando um clima desagradável e situações desconfortáveis para todos, as quais comprometem o clima organizacional e consequentemente a produtividade e qualidade de vida de todos os envolvidos.

O caminho para a inteligência emocional

Na década de 1990, a valorização das emoções no ambiente de trabalho tornou-se um tema popular em função do lançamento do best-seller de Daniel Goleman “Inteligência Emocional” (Editora Objetiva). No livro, o autor apontava as cinco características básicas da inteligência emocional, que seriam Autoconhecimento, Controle Emocional, Empatia, Automotivação e Capacidade de Interação. Segundo ele, seriam estas as principais fontes de bem estar emocional do indivíduo.

Treinar alguém tecnicamente é muito fácil, basta entregar-lhe um manual. Porém, as relações interpessoais e o controle das emoções são habilidades que precisam ser aprendidas e treinadas, inicialmente com o autoconhecimento e depois com o auxílio de um profissional (psicólogo e/ou coach). Desta forma, o indivíduo poderá adquirir equilíbrio ao expressar seus sentimentos, interesses, necessidades, expectativas e frustrações frente às diferentes situações e avaliar o impacto que a sua postura, ação e reação poderão causar ao ambiente e às pessoas.

O ser humano é o único e verdadeiro diferencial no mercado profissional e para que ele possa utilizar de forma eficaz todos os seus talentos, criando e inovando, as emoções precisam ter um espaço garantido. A necessidade para o sucesso profissional pressupõe que os indivíduos aprendam a criar condições onde se sintam seguros, motivados, satisfeitos e confortáveis para enfrentar os desafios requeridos por uma sociedade moderna e um mercado dinâmico e competitivo.

Você já tinha parado para refletir sobre como sua inteligência emocional impacta seu sucesso pessoal e profissional? Então compartilhe conosco o que achou deste conteúdo e quais as suas estratégias para manter o equilíbrio emocional nos momentos de tensão e para utilizar as emoções em prol do seu sucesso!

Deixe seu comentário: