O que é PDCA e por que é um método eficaz na resolução de problemas

O ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act) é uma seqüência de ações que podem ser utilizadas para controlar algum processo. É uma ferramenta administrativa que auxilia na organização de um projeto ou processo. Seu nome deve-se a abreviatura de verbos em inglês:

Plan (Planejar): consiste em estabelecer metas e objetivos, bem como os métodos que serão utilizados para que sejam realizados;
Do (Executar, fazer): é a etapa de implementação de acordo com o que foi estabelecido anteriormente no planejamento;
Check (Verificar, checar): analisar os dados e medir se os objetivos e metas foram alcançados da forma como desejado;
Act (Agir): definir quais as mudanças necessárias para garantir a melhoria contínua do projeto.
Importância do Ciclo PDCA

É fácil explicar a importância do ciclo PDCA depois de dizer para que ele serve, ou seja, se o objetivo desta ferramenta é garantir que todos os resultados possam ser controlados de forma que a eficiência de cada um possa ser ainda melhor, qual a empresa que não quer adotar esta prática e melhorar todos os processos?

Devido a esta grande utilidade e ao fato de ajudar a evitar erros, o PDCA é considerado uma ferramenta de qualidade que pode ser utilizada em uma micro, pequena, média ou grande empresa. Isso porque ele é um método rápido e eficaz na resolução de problemas.

Etapas do Ciclo PDCA

pdca_ferramenta-administrativa


1. Planejar (PLAN)

Nesta etapa são realizadas diversas atividades como levantamento de dados, elaboração de processos, controles, analises de causas e efeitos, etc.

De uma forma geral, o planejamento do ciclo PDCA pode ser feito através das seguintes análises:

Qual é o problema/processo a ser trabalhado?
Esta pergunta inicial do ciclo PDCA nada mais é do que o objetivo do trabalho, ou seja, onde você deseja chegar com o seu projeto ou na solução de um problema. Tente ser o mais claro possível para facilitar os resultados.

Como chegar a este objetivo ou solucionar este problema?
Quais são as opções disponíveis e acessíveis a sua empresa para que você alcance o seu objetivo ou resolva algum problema?

É importante lembrar que se deve ao menos considerar todas as opções antes de descartá-las.

Quais os melhores métodos para alcançar o objetivo ou resolver o problema?
Depois que você já listou as opções para a solução de problemas, é o momento no PDCA de ver quais aquelas que melhores se adaptam a sua empresa.

Tome cuidado para não observar muito as estratégias dos concorrentes e querer copiá-los de qualquer forma, pois nem sempre os métodos dos concorrentes funcionarão com o seu negócio. Isso acontece porque cada um possui objetivos diferentes.

No momento de decidir quais os melhores métodos para atingir os resultados, é interessante analisar se suas metas são para manter ou para melhorar alguma coisa, pois cada uma deve ter um procedimento diferente.

2. Fazer/Executar (DO)

Depois que já decidiu aonde quer chegar e planejou o que será necessário para alcançar seus resultados, é o momento de “colocar a mão na massa” e fazer o que for necessário para chegar à sua meta, seja ela para manter uma situação ou solucionar um problema.

Um ponto muito importante nesta etapa do ciclo PDCA é o envolvimento das pessoas na execução das tarefas, pois se não há comprometimento, não há sucesso nos resultados.

Uma das maneiras de conseguir este comprometimento é investir no treinamento do pessoal e na conscientização da equipe sobre o objetivo da empresa em chegar aos resultados esperados.

Após ter uma boa equipe para a realização das tarefas, elas devem ser feitas da melhor maneira possível até que os dados possam ser coletados para a verificação do processo.

3. Checar/Verificar (CHECK)

Após a realização de todas as atividades de acordo com os objetivos da empresa, é o momento de verificar se os resultados alcançados conferem com os esperados. A partir disso será possível formular novas perguntas ou encontrar outras respostas.

O registro de todos estes dados do ciclo PDCA é essencial para que os mesmos possam ser avaliados futuramente.

Para fazer esta verificação é necessário observar atentamente as áreas envolvidas (quando tratar-se de índices de qualidade ou produtividade) ou efetuar cálculos.

4. Agir (ACT)

Depois de checar o que foi feito e avaliar os resultados será necessário criar um plano de ação para pôr em prática todas as medidas necessárias para alcançar o que ainda não teve sucesso ou criar novas mudanças.

De um modo geral, as etapas desta fase do ciclo PDCA podem ser divididas em:

Tomar ações corretivas, caso o projeto tenha sido desviado dos objetivos.
Analisar os resultados individualmente e, caso estejam fora dos padrões da empresa, analisar suas possíveis causas, bem como as ações que podem ser feitas para corrigi-lo.
Promover melhorias em sistemas e métodos de trabalho, se necessário.
Cuidados na implementação do Ciclo PDCA

Por se tratar de uma ferramenta administrativa de controle que constitui um ciclo é essencial que todas as partes sejam realizadas com o mesmo empenho para obter bons resultados. Caso falte alguma parte, o processo será prejudicado no todo.

Algumas dicas importantes do que NÃO deve ser feito para evitar atrasos e prejuízos no ciclo PDCA são:

Não fazer planejamento;
Não definir os métodos que serão utilizados para obtenção de metas;
Não preparar a equipe para obter resultados;
Não verificar se tudo foi feito corretamente (checar);
Não tomar as devidas precauções e efetuar medidas corretivas, se necessário;
Não tornar o PDCA um ciclo contínuo.
Levando em conta todas as etapas do ciclo PDCA e tomando os devidos cuidados para sua implementação é possível obter ótimos resultados em sua empresa.

Quando o PDCA é bem aplicado e é usado como uma ferramenta de gestão, os resultados são encantadores, os processos da empresa são aperfeiçoados, a empreendedora consegue melhorar bastante a qualidade na soluções de qualquer problema envolvendo pessoas ou processos na empresa e tem muito mais base para tomadas de decisão mais certeiras. Como você tem pensado sua empresa para deixá-la ir mais longe? Conte pra gente através dos comentários!

Créditos: Ivo Cadaval Júnior

Deixe seu comentário:
1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Em tempo de crise ou não, o mercado vem se tornando cada vez mais competitivo, com o avanço da tecnologia à velocidade da luz e informações disponíveis gratuitamente. Tudo isso proporciona um cenário de oportunidade aparentemente igual para todos. Hoje, porém, já podemos observar que existem empresas que conseguem ter um resultado consistente independente do cenário econômico. Os responsáveis por 75% da consistência desse resultado são os métodos de gestão de negócio eficiente. Normalmente, as empresas que fracassam não têm metas bem definidas, têm dificuldade de identificar um modelo de gestão claro e não possuem a disciplina de seguir uma rotina do método PDCA. […]

Os comentários estão fechados.