5 passos para resolver todos problemas na empresa

Powered by Rock Convert

A quantidade de dinheiro que você ganha na vida está condicionada à complexidade do problema que você é capaz de resolver.” Você concorda? Essa é uma frase relativamente conhecida e, pensando bem, salvo exceções como ganhar na loteria.

A afirmação não está equivocada. Independentemente das profissões ou funções que exercemos para o nosso ganha-pão, podemos afirmar que “somos pagos para resolver problemas”. E também entendemos que a complexidade do problema dirá se vamos receber mais ou menos para resolvê-lo.

Nossos colaboradores, da mesma forma, são contratados para resolverem problemas: os nossos e os de nossos clientes. Apesar disso, um erro que vemos muitos empresários cometerem é concentrar demais a resolução dos problemas em si mesmo. Com o acúmulo de funções, o empreendedor acaba perdendo a capacidade de focar no crucialmente importante e de pensar o futuro do empreendimento de forma mais estratégica. Isso também reduz seus rendimentos, pois seus esforços deviam ser dedicados a resolver problemas de maior complexidade e melhor remuneração.

Neste artigo, apresentamos uma solução simples e didática para resolver essa questão. São 5 perguntas para resolver problemas, que todo empresário deve ensinar a sua equipe. Teste esse método nas reuniões de solução de problemas da sua empresa. E veja como seus colaboradores são capazes de superar suas expectativas.

Veja também Planejamento Estratégico: O que é?

Passo 1: Qual problema vamos resolver na reunião?

Já apresentamos, no artigo “As 3 regras de ouro das reuniões estratégicas de sucesso“, que reuniões de sucesso tem uma pauta enxuta, para evitar dispersões e assuntos que não resolvem o problema. A pergunta “qual problema vamos resolver na reunião” é excelente para garantir uma objetividade.

Pode ser que sua equipe não esteja ainda madura para responder a essa pergunta. E neste caso, o chefe definirá qual o problema, deixando que a equipe foque mais nos próximos passos. Com o tempo e a experiência, ficará mais fácil que a equipe consiga definir qual o problema. E o chefe poderá delimitar que problemas exigem sua presença ou não. Essa é uma excelente forma de delegar tarefas e de treinar a proatividade de seus colaboradores para encontrar soluções quando você não estiver disponível.

Passo 2: Quais as causas do problema?

Na pergunta dois, já estamos pensando mais objetivamente na solução. Nesse momento, cada um dos presentes deverá apontar as causas que provocaram o surgimento daquele problema em específico. A quantidade de causas a serem apontadas dependerá do tamanho da equipe e da complexidade do problema. Por exemplo, se sua equipe for pequena, defina que cada membro levantará até 3 causas. Se for uma equipe maior, limite a 1 causa.
Feita a lista de possíveis causas, perceberão que algumas se repetem com frequência e geram maior consenso entre os reunidos. Escolham 3 causas para trabalhar objetivamente na solução do problema.

Powered by Rock Convert

Passo 3: Quais são as possíveis soluções?

Com as causas do problema em mente, a equipe presente na reunião deve sugerir soluções. Novamente, cada membro da equipe deverá propor de 1 a 3 soluções para cada causa. A depender do tamanho da equipe e da complexidade do problema.

Passo 4: Qual a melhor solução, entre as apresentadas?

Nesse momento, é a hora de a equipe decidir conjuntamente quais soluções apresentadas na reunião tem maior capacidade de solucionar as causas apontadas para o problema.

Passo 5: Vamos ao Plano de Ação!

Com as soluções de maior adesão em mãos, é a hora de traçar um Plano de Ação. Uma forma de organizar a ação solucionadora é através de uma ferramenta bastante conhecida no mundo empresarial, os 5W2H. Para utilizá-la, a equipe terá de ser capaz de responder 7 perguntas, que são:


1) O quê? (What?) – que solução vamos executar;
2) Por quê? (Why?) – por que adotamos essa solução;
3) Onde? (Where?) – onde ela será aplicada;
4) Quando? (When?) – quando começa e quando termina a ação;
5) Quem? (Who?) – quem implementará a solução;
6) Como? (How?) – qual método utilizaremos para implementá-la;
7) Quando custa? (How much?) – qual o custo da solução que adotamos.

Aplique essa metodologia na sua próxima reunião com seus colaboradores, incentivando que ela se torne uma rotina na sua empresa. Recomende aos seus colaboradores, quando surgir um problema, que antes de entrarem em contato contigo. Eles tentem exercitar esses passos para te apresentarem também uma possível solução.

Se esse sistema de resolução de problemas se tornar uma cultura na sua empresa. Certamente você terá colaboradores mais seguros e proativos, além de mais tempo para focar na estratégia. Depois venha compartilhar conosco os resultados, deixando seu testemunho nos comentários abaixo!

Continue seus estudos sobre Estratégia aqui no Blog Daexe, com a leitura dos dois artigos abaixo.

Para saber como uma das metodologias de gestão estratégica mais utilizadas do mundo (Balanced Scorecard – BSC) pode te ajudar a focar no crucialmente importante, clique aqui>>>BSC: 4 armadilhas que estão tirando o seu foco do crucialmente importante

Para saber qual o segredo que as maiores empresas do mundo utilizam para que suas reuniões estratégicas sejam um sucesso, clique aqui>>> As 3 regras de ouro das reuniões estratégicas de sucesso.

Autor

Fundador e CEO da Daexe Assessoria Executiva. Administrador e Especialista em BSC.

Deixe seu comentário: