Como bons processos de gestão ajudam a engajar a equipe?

Como bons processos de gestão ajudam a engajar a equipe?

É fato: boas empresas são formadas por bons processos de gestão. Afinal, além de ajudar a melhorar a vida profissional dos colaboradores, eles também auxiliam na otimização da administração da empresa. A equação é simples: some colaboradores engajados com tarefas bem distribuídas. O resultado será uma taxa de turnover mais baixa e muito mais tempo para investir em processos estratégicos.

Mas como resolver o problema da falta de engajamento dos colaboradores? Bem, antes de qualquer coisa, o líder (ou seja, você) precisa descobrir quais são as causas dessa falta de motivação que atinge os funcionários da empresa. E elas podem ser inúmeras. No entanto, é importante que você identifique a origem do problema antes de traças qualquer planejamento ou mudar seus processos de gestão.

Identificando as origens da falta de engajamento: o que pode ser?

A tarefa de identificar os motivos da falta de engajamento dos seus colaboradores pode ser mais fácil do que você imagina – e não, não há motivos para transformar esse processo em um bicho de sete cabeças. Tudo o que você precisa é notar se os seus funcionários se mostram felizes e produtivos durante o tempo no trabalho.  

Se os seus colaboradores se identificam com a cultura organizacional, veem sentido nas tarefas que desempenham, respondem positivamente a feedbacks (inclusive os negativos) e interagem com os colegas, é um bom sinal.

As características acima não combinam muito com a situação da sua equipe? Bem, então temos uma má notícia para você: você tem um problema sério de falta de engajamento para resolver. Geralmente, a razão para isso está em um – ou todos – dos tópicos abaixo:

  • Falta de estímulo a novas lideranças;
  • Funcionários não costumam ascender a cargos mais altos;
  • Falta de plano de carreira eficiente;
  • Lideranças despreparadas;
  • Comunicação interna cheia de ruídos e ineficaz;
  • Gestores e funcionários não têm uma boa relação interpessoal;
  • Falta de feedbacks construtivos.

Como os processos de gestão podem ajudar?

Já deixamos claro aqui que a gestão de pessoas é uma das chaves para que a empresa alcance seus objetivos, certo? E a chave para a gestão de pessoas eficiente reside em bons processos de gestão. Afinal, só assim você conseguirá equilibrar as expectativas da empresa e dos funcionários.

Contudo, a dúvida que permanece é qual o melhor processo de gestão de pessoas para aplicar na empresa e ver a motivação dos colaboradores subir? Respondemos sua pergunta com outra: você já ouviu falar de gamificação?

A gamificação é uma das principais tendências em gestão de pessoas. Ela se refere, de maneira geral, ao uso de jogos e dinâmicas lúdicas para estimular o desenvolvimento dos colaboradores, assim como seu engajamento, aprendizado e habilidades cognitivas.

O grande objetivo da gamificação é cativar os usuários da dinâmica (os funcionários) através de um sistema de recompensas. E devemos lembrar o mecanismo de punição e recompensa é um dos principais meios para manter a sociedade em ordem. Esse sistema de recompensas do jogo está ligado ao crescimento do próprio profissional na empresa, o qual acaba se tornando muito mais visível e mensurável.

Contando boas histórias e engajando a equipe: o poder do storytelling

Ok, agora você já conhece a gamificação. Mas ela não existe em apenas uma forma. Gamificar pode ocorrer de diversas maneiras: você pode desenvolver um jogo online, uma dinâmica de tabuleiro ou até mesmo uma atividade ao ar livre. A única coisa que todos os tipos de gamificação têm em comum é a boa história que contam para manter os colaboradores envolvidos.

É aí que entra o storytelling. Essa técnica fala sobre como é importante desenvolver uma boa linha narrativa para que as pessoas prestem atenção e se engajem verdadeiramente no que estão fazendo. Inclusive, a eficiência das histórias na fixação de fatos já foi tema até de uma pesquisa realizada pela Universidade de Harvard: de acordo com eles, boas histórias mudam a atividade do nosso cérebro – para melhor.

Adicione as técnicas de gamificação e storytelling no seu processo de gestão de pessoas e nos conte a diferença. Preparado para ter colaboradores engajados, felizes e produtivos? Despeça-se agora das altas taxas de rotatividade, afinal elas não farão mais parte do seu dia a dia.

Gostou do texto sobre bons processos de gestão?

*Este post foi escrito por Scopi, software de planejamento estratégico.

Com o Scopi, você tem muito mais facilidade em acompanhar suas metas, descobrir os indicadores que melhor funcionam para o seu tipo de negócio ou área de atuação e, assim, planejar ações certeiras para se aproximar dos clientes, aumentar seu número de conversões e bater suas metas. Fique por dentro de tudo isso e muito mais no nosso blog ou peça uma demonstração!

Deixe seu comentário: