A importância da Ergonomia nas Empresas

Powered by Rock Convert

A sua empresa segue as regras da ergonomia? Veja e entenda porque ela é importante para as empresas.

O que é ergonomia?

A ergonomia é a ciência que estuda a relação entre homem e máquina, ou seja, o trabalho que executa. O objetivo é desenvolver uma integração perfeita, possibilitando melhores condições de trabalho com mais segurança, eficiência, garantindo a saúde e o conforto.

Portanto, é importante entender que quem busca o uso da ergonomia previne acidentes, corrige erros e diminui riscos em geral.

Além disso as análises de estudo da ergonomia são feitas a partir da postura adotada pelos trabalhadores, os movimentos corporais, os fatores físicos e os equipamentos utilizados. E com isso otimiza as condições de trabalho, com métodos utilizados da tecnologia e desenho industrial.

Quais os tipos de ergonomia?

Primeiramente é preciso saber que existem três tipos de ergonomia a física, a organizacional e a cognitiva. A diferença entre elas está basicamente no objeto de estudo e forma como será sua intervenção.

Ergonomia Física – A ergonomia física trata especificamente da relação entre as atividades físicas executadas e as características que a pessoa possui. Como a anatomia, a fisiologia, antropometria e a biomecânica.

Assim sendo, são analisados a postura no trabalho, movimentos repetitivos, como manuseiam os equipamentos, além de pontos relacionados a saúde, principalmente voltados para os músculos.

Com isso, são feitos estudos antropométricos os quais irão analisar as medidas do corpo humano do trabalhador. Para poderem dimensionar os equipamentos de acordo com quem for manuseia-lo.

Ergonomia Organizacional – A ergonomia organizacional trata das estruturas de processos e políticas para incluir os colaboradores como parte inerente do sistema.

Por isso, estão relacionados as comunicações, projetos, trabalhos em grupo, gestão de qualidade, organização temporal do trabalho, trabalhos cooperativos e organização em rede. Propondo intervir no clima organizacional da empresa, para preservar a saúde e bem-estar.

Ergonomia Cognitiva – Enquanto, a ergonomia cognitiva é relacionada aos processos mentais utilizados pelo ser humano na realização de seus trabalhos. Como o raciocínio, a resposta motora, percepção e memória.

Sendo assim, ela avalia e intervém nas questões que influenciam no nível mental de cada trabalhador. O principal objetivo é diminuir fatores que venham estressar o colaborador.

Leia também:Universidade Corporativa: Custo ou Investimento?

Powered by Rock Convert

Vantagens

  • aumento na produtividade;
  • clima organizacional favorável;
  • trabalhadores satisfeitos;
  • menos riscos de acidentes e doenças ocupacionais;
  • redução no número de atrasos e faltas;
  • redução no número de pedidos de demissão;
  • menos riscos de problemas emocionais (ansiedade, estresse e depressão).

Riscos no ambiente de trabalho sem ergonomia

  • Postura inadequada;
  • Repetição nos movimentos;
  • Iluminação deficiente;
  • Ritmo acelerado do trabalho;
  • Monotonia de atividades;
  • Grandes jornadas de trabalho;
  • Levantamento de cargas pesadas.

O que a NR- 17?

A saber, é a norma regulamentadora da ergonomia. A qual visa estabelecer parâmetros permitindo a adaptação das condições de trabalho ás características psicofisiológicas dos trabalhadores, com o objetivo de proporcionar um ótimo conforto, segurança e desempenho eficiente.

Ergonomia é aplicada somente no trabalho? E como ela pode ser aplicada?

Certamente, essa pode ser dúvida de algumas pessoas, e a resposta é não. Ou seja, a ergonomia não é aplicada somente no trabalho, mas também em casa, nas embalagens de produtos, nas escolas, transportes, dentre outros.

Só para exemplificar, nas escola é recomendado que o aluno carregue até 10% do peso nas mochilas, em veículos os ombros do motorista devem ficar relaxados e na mesma altura.

Já em empresas a ergonomia é inserida não apenas nos equipamentos, mas também quando se coloca atividades como intervalos e ginástica laboral, por exemplo.

Veja também:A Evolução do Empreendedorismo e o Porquê se Tornar um Empreendedor

Mudanças que melhoram o ambiente de trabalho por meio da ergonomia

Dessa forma, depois de avaliar as possíveis intervenções que podem ser feitas no trabalho são as mais diversas, porém as mais comuns são:

  • Monitor bem posicionado;
  • Apoio – Para manter os pés em posição confortável caso a mesa não tenha regulagem de altura;
  • Implementação de novos postos de trabalho;
  • Técnicas e métodos mais adequados;
  • Teclado ideal – Modelos com teclas que amorteçam os dedos evitam lesões como a tendinite
  • Encosto ajustável;
  • Mola amortecedora;
  • Altura regulável

 

Cases de sucesso

Terra Viva

Em 2011 a médica em conjunto com a Agente de RH e a Fisioterapeuta da empresa, se depararam com um caso onde a colaboradora há meses estava passado por diversos médicos e constantes afastamentos de suas atividades laborais e suas queixas piorando. Foram então quando decidiram procurar por métodos ergonômicos , onde através das inovadoras metodologias de precisão foi possível gerar o diagnóstico cinesiológico e consequentemente encaminhar a mesma para o tratamento adequado (Neste caso a Osteopatia), associado a avaliação de risco da atividade laboral avaliada, foi possível determinar se o risco ergonômico seria capaz de produzir ou agravar a disfunção que apresenta e com isso direcionar a funcionária para tratamento especializado. Após 3 meses de tratamento a colaboradora foi reabilitada e inserida em funções compatíveis com a sua capacidade física e funcional, não mais gerando afastamentos e voltando a trabalhar com satisfação.

 

JBT Food Tech

Em 2008 a JBT iniciou os trabalhos de gerenciamento dos riscos ergonômicos, foram executadas todas as Análises Ergonômicas do Trabalho, conforme disposto pela NR17. Após realizar todos os diagnósticos de risco, o departamento de SSMA (Segurança, Saúde e Meio Ambiente) da empresa, iniciou as implementações das recomendações adequando seus postos de trabalho e tornando-os mais seguros, confortáveis e eficientes.
Segundo Silvio C. Bergamaschi – Gerente de Qualidade, Segurança e Meio Ambiente da JBT, “A prontidão e experiência da Ergocorp na busca de ações eficazes e de baixo custo proporcionaram a possibilidade de implantação de ações de alto valor agregado que minimizaram ou eliminaram o risco em vários processos da empresa, sejam eles fabris ou administrativos”.

 

Rafaela de Souza Batista

Bacharela em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. Redatora e Produtora de Conteúdo para Web. Ama escrever e criar coisas novas. Uma estudiosa sobre o comportamento do consumidor e as novidades da área do marketing.

Autor

Sou Bacharel em Comunicação com habilitação em Publicidade e Propaganda. Redatora e Produtora de Conteúdo para Web. Amo escrever e criar coisas novas. Também sou uma estudiosa sobre o comportamento do consumidor e as novidades da área do marketing.

Deixe seu comentário:
1 responder

    Trackbacks & Pingbacks

    1. […] Veja também:A importância da Ergonomia nas Empresas […]

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *