Six Lens Sima - pessoas conversando

Descubra a diferença entre Lean Six Sigma e Balanced Scorecard (BSC)

Todo e qualquer executivo costuma usar de metodologias em seus negócios. E entre as diversas estão o BSC e o Lean Six Sigma, os quais vamos conhecer melhor agora.

Entretanto, estas são metodologias diferentes e podem ser utilizadas ao mesmo tempo, quer saber como e quais as suas diferenças? Acompanhe este artigo e entenda tudo sobre essas duas metodologias.

Six Lens Sima - pessoas conversando

Precisa de uma solução efetiva e profissional para a gestão da sua empresa? Agende uma ligação com um assessor e descubra tudo que a Daexe pode fazer por você!

 

BSC: o que é?

Antes de tudo, vamos entender primeiro o termo Balanced Scorecard (BSC) que traduzido para o português significa indicadores balanceados de desempenho.

O BSC é uma metodologia voltada para o gerenciamento de estratégias das empresas. E o seu objetivo é possibilitar que as empresas e suas respectivas equipes possam trabalhar pensando a longo prazo.

Ele foi criado em 1992 pelos professores da Havard Business School, Robert Kaplan e David Norton.

Existem termos chave que definem o conceito da gestão estratégica do BSC como: mensuração de processos, estratégia, objetivos, indicadores, metas e também gestão.

O papel ideal do Balanced Scorecard nas empresas é dar atenção aos indicadores específicos que permitem ao gestor orientar seus negócios de forma segura e satisfatória.

Para implementação do BSC, em geral, os executivos utilizam de softwares de gestão que auxiliam em cada processo. Os softwares também auxiliam nas análises macro.

Considerado um dos modelo de gestão estratégica mais sólidos, o BSC possui quatro pilares: financeiro, cliente, processos internos e aprendizado e inovação.

 

Pilar Financeiro

Os objetivos do pilar financeiro são garantir retorno dos investimentos que foram feitos no negócio e gerenciar de forma adequada os possíveis riscos envolvidos em cada um desses negócios.

Sendo ainda necessário que os objetivos financeiros estejam alinhados com o planejamento estratégico da empresa.

Já em relação sobre as variáveis de receitas e produtividade o BSC vai apresentar ótimos indicadores de desempenho.

 

Pilar Cliente

A perspectiva do cliente trata de acompanhar de maneira muito clara como a empresa tem feito para entregar valor aos seus clientes. Para isso, utiliza-se dos indicadores de satisfação e resultados, como é feito em pesquisas.

Desse modo, alguns pontos que costumam ser levados em consideração são a qualidade dos produtos ou serviços, o prazo, o custo e o seu desempenho.

 

Pilar Processos Internos

Este pilar consiste em identificar e mapear quais são os processos mais importantes referentes aos objetivos das empresas. E a partir disso, busca implementar uma gestão com melhoria contínua.

Sendo assim, é importante saber quais são os processos que agregam valor aos produtos e serviços. Isso porque estes criam valor para os investidores e acionistas. Além do mais, atraem potenciais clientes.

 

Pilar Aprendizado e Inovação

Primordialmente tem como principal objetivo o crescimento da empresa a médio e longo prazo. Isso por meio de investimentos em equipamentos, pesquisas e desenvolvimento de novos produtos e serviços, além da capacitação dos colaboradores.

Assim, também, é realizada uma análise com a finalidade de identificar qual parte da empresa está precisando receber mais recursos.

 

Six Sigma: o que é

O Lean Six Sigma é um método baseado em um esforço colaborativo da equipe com o objetivo de melhorar o desempenho, buscando remover sistematicamente o que seja desperdício e reduzindo as variações.

Ele é um sistema abrangente e flexível que tem como finalidade alcançar, sustentar e maximizar o sucesso do negócio.

A sua aplicação ocorre por meio de uma ferramenta seja ela quantitativa ou qualitativa e ainda com métodos que possam aperfeiçoar ou trazer melhorias nos processos.

O Six Sigma tem várias fases, e cada fase é executada por um profissional com uma formação específica chamada Belt que se divide em níveis.

Conheça os níveis dessa metodologia.

 

Powered by Rock Convert

White Belt

Um dos certificados do Lean Six Sigma é o White Belt que é uma espécie de  introdução para saber mais sobre essa metodologia.

A maioria das pessoas que fazem essa certificação ocupa cargos executivos ou são gestores.

Em comum, ambos necessitam conhecer melhor os fundamentos básicos da melhoria de processos, na qualidade, redução e variação de desperdícios.

Essa formação é utilizada principalmente para auxiliar o gerenciamento de mudanças.

 

Yellow Belt

Já o Yellow Belt é uma certificação de segundo nível de capacitação do Six Sigma. Profissionais com essa certificação dominam ferramentas de melhoria e controle dos projetos.

Geralmente o treinamento Yellow Belt oferece toda e qualquer ferramenta necessária para o profissional.

Levando toda equipe a alcançar melhores resultados e também resolver problemas pontuais existentes em sua área de trabalho.

 

Green Belt

Uma das mais conhecidas, a Green Belt é uma certificação intermediária do Six Sigma.

Ela tem o objetivo de tornar mais eficiente a metodologia de otimização e processos de qualidades.

Nesse nível o espera-se que o profissional seja capaz de analisar dados de maneira avançada, com bons resultados em sua organização.

Normalmente esse curso é feito por profissionais analistas, engenheiros, coordenadores e supervisores.

Sendo assim, o profissional com Green Belt domina aspectos relacionados à metodologia DMAIC, esta é a sigla das seguintes etapas: definir, mensurar, analisar, incrementar e controlar.

 

Black Belt

Com a certificação Black Belt o profissional dedica seu tempo por meio do conhecimento para entender os problemas e assim buscar melhorias que possam diminuir ou até mesmo eliminar as falhas.

Ou seja, ele é responsável pelo planejamento, juntamente com a diretoria da empresa.

E ainda busca por estratégias de melhoria contínua que devem ser adotadas e coordenadas com a implantação e monitoramento de desempenho de cada projeto dentro da empresa.

 

Master Black Belt

Esta é a formação final do Six Sigma e com ela o profissional pode se tornar um agente de mudança dentro da empresa.

Ele terá competência técnica para implementar programas e áreas com o objetivo de melhoria e ainda alterar o desempenho da empresa.

Essa certificação tem como foco desenvolver todo conteúdo que um especialista da área operacional precisa saber. E com isso ter total domínio da metodologia e de todas as suas ferramentas. Além disso, será capaz de gerir os recursos mais importantes do Six Sigma.

 

Mas afinal, qual a diferença entre as metodologias BSC e Lean Six Sigma?

A diferença entre esses dois métodos está na sua forma de aplicação. Como podemos perceber o BSC e suas perspectivas são aplicadas de forma abrangente e balanceada.

Já o Six Sigma possui fases com sua aplicação sendo feita por meio de profissionais capacitados com métodos e ferramentas distribuídas em etapas.

Além disso, o BSC com sua implantação utiliza de estratégias que visam o lucro, já o Six Sigma é uma estratégia que se aprofunda na qualidade estratégica do trabalho e para conquista do público-alvo.

Portanto, o BSC e o Six Sigma são estratégias importantes e que podem se complementar dentro de uma empresa.

 

Balanced Scorecard

Autor

Sou Bacharel em Comunicação com habilitação em Publicidade e Propaganda. Redatora e Produtora de Conteúdo para Web. Amo escrever e criar coisas novas. Também sou uma estudiosa sobre o comportamento do consumidor e as novidades da área do marketing.

Deixe seu comentário:
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *