Nova pesquisa

If you are not happy with the results below please do another search

31 resultados encontrado para: crise

1

Qual a sua estratégia para fechar negócios na crise?

Fechar negócios na crise

Há alguns meses atrás, a Revista Exame publicou um artigo super interessante com 20 estratégias utilizadas por empresas reais para sobreviver em meio à crise. Na nossa avaliação, a grande lição do artigo foi SAIA DA INÉRCIA. E para te ajudar a sair dela, nós separamos e resumimos as 3 melhores estratégias voltadas para vendas, entre as 20. Confira:

1) Repense os preços que você já pratica

A empresa Agendor oferecia um aplicativo cobrado por números aproximados de funcionários na empresa (5,10 e 20 pessoas, por exemplo). Com a crise e a redução do quadro de funcionários de seus clientes, começou a receber reclamações porque um empresa com seis funcionários pagaria o mesmo de quem tinha 10. O Agendor passou a cobrar exatamente pelo número de membros da equipe.

Resultado: Fizeram a mudança em 4 meses e conseguiram recuperar a taxa de crescimento que tinham no primeiro semestre de 2015.

2) Monte competições para sua equipe de vendas
A rede de franquias Outer Shoes passou a dar mais feedback para os vendedores e a criar ações divertidas para estimular a equipe, como corridas de vendas e gincanas, com metas e premiações atreladas.
Resultado: O faturamento tem crescido em média 10% por mês, em cada uma das unidades.

3) Recompense quem paga em dia
Com a crise, os ciclos de venda da Big Data Corp ficaram mais longos, e os clientes começaram a atrasar os pagamentos por um mês ou mais. Por isso, a empresa criou um desconto especial por pagamento em dia, na proporção da velocidade do pagamento.
Resultado: Conseguiram reduzir a inadimplência dos clientes existentes em 50% e mantiveram o ritmo de vendas semelhante ao anterior à crise: cerca de 100% ao ano.

E você? Qual a sua estratégia pra fechar negócios na crise? Já pensou em utilizar alguma dessas três?

Se estiver precisando de orientações para pensar novas estratégias, marque uma reunião com seu assessor executivo de marketing do Daexe.

2

A importância do assessor executivo em tempos de crise

Se uma boa gestão já é essencial para uma empresa quando a economia do país vai bem, em um cenário de crise de dimensões globais ela se faz ainda mais necessária. E o assessor executivo pode ser a diferença entre prosperar e falir.

Em conjunturas como estas, as organizações contam com seus profissionais em cargos de liderança para tomar decisões assertivas e quebrar o ciclo vicioso da crise que costuma minar a força e o desempenho dos empreendimentos.

Que tal fazer um raio-x da saúde da sua empresa com um diagnóstico gratuito da Daexe? Agende seu horário com um assessor.

Atual é a importância do assessor executivo em tempos de crise? Acompanhe e saiba como esse profissional pode operacionalizar os mesmos processos em uma dinâmica de redução de gastos!

Assessor Executivo em tempos de crise

Quando a crise se instaura, os ânimos pessoais e profissionais se abalam. A empresa teme a perda da lucratividade e o funcionário, a de seu emprego.

Uma infinidade de novos desafios surge com tudo isso e é o assessor em tempos de crise quem deve tomar as rédeas da situação para minimizar os impactos da crise no caixa da organização.

Dentre as funções que ele já possui, existem algumas que exigem maior atenção e cuidado por parte destes líderes.

Um assessor necessita demitir componentes de sua equipe profissional, gerenciar novas emoções entre estes mesmos membros, reduzir custos e buscar formas alternativas de atrair e de reter clientes.

Em suma, esse profissional precisará ter, além dos conhecimentos técnicos e práticos, uma grande inteligência emocional.

Afinal, ele deve cuidar da pressão vivenciada e dos novos desafios que surgirão por causa deste cenário econômico pouco favorável.

Assessor Executivo, o elo entre estratégia e operacionalização

O assessor, em tempos de crise, é o elo entre o operacional e a alta cúpula de uma empresa. E justamente por transitar nestes dois níveis de uma organização que ele consegue ter uma visão sistêmica sobre o que é funcional frente às ações pensadas e praticadas ou não.

Ele precisará desenvolver uma capacidade analítica e crítica frente a este cenário, para ajudar os diretores a reverem estratégias, de forma a adaptá-las ao novo contexto sem gerar impactos negativos na operacionalização das tarefas.

Portanto, um assessor, em tempos de crise, tem a missão de ajudar a empresa a rever os seus planos e a projetar o futuro com base nas modificações feitas.

Assim, será possível passar pela crise sem comprometer tudo aquilo que já foi construído.

O gerenciamento de dados e o assessor executivo em tempos de crise

Em uma empresa, a automatização de informações contribui significativamente para que o gestor seja capaz de visualizar facilmente a performance de sua equipe, a produtividade de cada membro, as metas alcançadas e as que estão por alcançar.

Quando este profissional possui softwares de Gestão como aliados, ele tem mais agilidade na tomada de decisão. Assim, é possível reestruturar uma estratégia com bastante eficiência, para que a empresa passe pela crise sem grandes dificuldades.

Portanto, outra importância do gestor que deve ser ressaltada é a de administrar informações para extrair delas novas estratégias.

Dessa maneira, os ajustes necessários serão feitos, sem que a performance organizacional seja comprometida.

Para que esse profissional seja capaz de vivenciar todas as questões levantadas neste post, ele precisará contar com o apoio do setor de Recursos Humanos e de suas ferramentas para desenvolver um bom trabalho.

 

Você concorda que, em tempo de crise, se torna ainda mais importante estar assessorado por um profissional com conhecimentos profundos de gestão? Deixe sua opinião aqui embaixo, nos comentários.

 

faça-acontecer

 

Artigo produzido pelo blog do Grupo Meta e gentilmente cedido para a Daexe, com edições.

3

A lição do campeão mundial Michael Jordan: nos momentos de CRISE você descobre a sua verdadeira força!

Diariamente, nos noticiários de televisão ou mesmo nas conversas em família, o assunto se repete: a dita CRISE! A crise vai se tornando desculpa para tudo o que dá errado. Nesta atmosfera pesada, sobra pouco espaço para a maior das lições que a crise pode nos trazer: a oportunidade de sermos melhores! Já ouviu falar que “é no fogo bem mais forte que se forja o aço bom”?

É claro que a crise afeta os negócios. Mais do que isto, a crise faz uma verdadeira “limpa” no mercado: leva embora muitas empresas. Mas será mesmo que o único problema destas empresas é a crise ou havia outros problemas de gestão que foram sendo negligenciados e, em meio à crise, mostraram sua força? Crise não é momento para ficar se lamentando, mas sim, um momento de profunda autocrítica! Colocar a culpa na crise não resolve o problema. É necessário refletir o que não está dando certo. Seu time de colaboradores está mesmo contigo? A gestão financeira está sendo bem administrada? Os processos estão bem definidos? O marketing está sendo eficiente? Se o time está perdendo, é hora de pensar em outras estratégias!

Nós do DAEXE defendemos que a crise é uma grande oportunidade do empreendedor descobrir a sua verdadeira força! Força é resiliência, é superação!

Neste vídeo, Michael Jordan nos deixa uma mensagem muito profunda: foi a soma de suas derrotas e falhas que o fizeram um sucesso mundial! Por isso, te convidamos a encarar a crise como uma oportunidade de se fortalecer. Seu time está perdendo? É hora de mudar de rumo. Reveja todas as áreas de gestão do seu negócio. Inove! Invista! Sim, por que não?

Não sabe por onde começar? Deixe-nos uma mensagem nos comentários abaixo ou entre em contato com seu Assessor Executivo do Daexe! Será uma satisfação imensa para nós sermos testemunhas do seu sucesso!

4

4 dicas arrasadoras para vender mais em meio à crise!

Em momentos de crise na economia, a queda do movimento nos estabelecimentos de vendas reativas se torna um relato recorrente. De fato, quando há uma recessão no mercado, quem trabalha com vendas reativas fica muito vulnerável. Mas não adianta se lamentar, é necessário reagir. Os grandes empreendedores da história utilizaram os momentos de crise e adversidade para inovar, aprimorar o negócio e criar estratégias de superação. Neste artigo, apresentamos 4 dicas arrasadoras para aprimorar o seu processo de vendas e vender mais em meio à crise!

Ultrapasse a barreira das perguntas fechadas

Quando um cliente entra no seu estabelecimento, qual a primeira pergunta que você faz? Bom, muitas perguntas podem vir à sua cabeça, mas a nossa dica é: Fuja das perguntas fechadas! Perguntas fechadas são aquelas que podem ser respondidas com SIM ou NÃO. Estas perguntas diminuem as possibilidades de continuidade do diálogo e, muitas vezes, acabam sendo redundantes.
Substitua perguntas fechadas por perguntas abertas. Por exemplo, ao invés de perguntar “Posso te ajudar?” e receber um “Não, só estou dando uma olhadinha”, diga “Me conte o que você está procurando e eu te mostrarei todas as possibilidades que podemos te oferecer”. Bem melhor, não?! Assim você conseguirá encaminhar o diálogo para uma esfera mais profunda, que envolverá o cliente e aumentará a sua possibilidade de fechar a venda. Comece agora mesmo, elaborando pelo menos 6 perguntas abertas que podem ser úteis para o seu negócio!

Faça um atendimento personalizado

O primeiro passo para um atendimento personalizado em vendas é saber o nome do cliente. Por isto, quando iniciar uma abordagem de vendas, assim que houver uma oportunidade, pergunte naturalmente o nome do cliente e repita o nome, ao longo do seu diálogo com ele, sempre que for oportuno. Quando você diz o nome da pessoa, abre um canal de comunicação diferente, mais próximo, mais amigável, que desperta maior confiança. Procure memorizar o nome e as preferências dos clientes que frequentam o seu negócio com regularidade.

Ouça o cliente com atenção e se desdobre para satisfazer os seus desejos

Nada pior do que entrar em um estabelecimento, pedir uma coisa e te trazerem outra. Atenção, ninguém gosta de perder tempo e de ter de repetir várias vezes a mesma coisa. Ouça bem o que o cliente diz e, melhor ainda, procure também ouvir o que ele não diz. Muitas vezes o cliente entra em sua empresa com algo em mente, não muito bem definido, e é você quem vai conseguir clarear para ele o que ele necessita. Se esforce, faça uma boa sondagem. Se você não fizer, pode ter certeza que alguém de outro estabelecimento fará. Por outro lado, se você se dedicar, a probabilidade de que aquele cliente fique satisfeito, retorne e indique outras pessoas será enorme.

Invista em uma rede de relacionamentos

Quando Joe Girard, o melhor vendedor do mundo segundo o livro dos recordes, foi questionado a respeito de seu resultado nas vendas, ele disse que seu segredo estava em não ter compradores, mas sim amigos. Ao longo de sua carreira, Joe construiu uma rede de clientes/amigos que sempre compravam com ele e que o recomendavam para amigos e parentes. No seu processo de vendas, pense a longo prazo. Preste o melhor atendimento que for capaz, independentemente do resultado em vendas. Se você não fechar a venda naquele momento, no mínimo terá construído uma relação que pode ter resultados muito mais duradouros e rentáveis do que você imagina.

Você já tinha uma lista de perguntas abertas para o seu negócio? Coloque em prática esta lista e depois venha contar pra gente, nos comentários abaixo, se esta dica facilitou o seu processo de vendas e trouxe os resultados que você esperava.

5

Gestão financeira em tempos de crise: empresa equilibrista

As empresas brasileiras vêm percebendo um declínio nas vendas em seus estabelecimentos e uma crise desde 2014. Cada vez mais uma gestão financeira de excelência é necessária.

Em síntese, como já a muito é sinalizado pelas empresas, o aumento da carga tributária bem como exigências para os estabelecimentos e a realização de seus negócios, certamente um grande limitador para empresas.

 

crise - empresa equilibrista

Que tal fazer um raio-x da saúde da sua empresa com um diagnóstico gratuito da Daexe? Agende seu horário com um assessor.

 

A pressão do mercado, dos concorrentes e do público está exigindo produtos e serviços cada vez melhores. E por meio de processos operacionais que atendam demandas do público, tecnologias de ponto ou uma estrutura simbólica e de valores para voltada para o novo mundo.

Contudo para que isto ocorra é necessário não apenas a adesão ao uso de tecnologias avançadas, mas também pessoas qualificadas – enfim, outro fator que está cada vez mais difícil de conseguir encontrar e reter nas empresas atualmente.

 

Desafios do financiamento

Para viabilizar as melhorias necessárias em suas empresas e superar crises, é necessário a realização de investimentos. Na carência de recursos próprios, o caminho da sobrevivência é buscar financiamento de terceiros.

Por sua vez, o acesso ao crédito está cada vez mais complicado nas instituições financeiras e caro para empresas. Em especial devido ao aumento das taxas de juros e inadimplência.

 

Novo normal

Com uma pandemia de escala global, toda as cadeias produtivas estão em crise. E não seria diferente com a cadeia de consumo. Que por sua vez enfrenta uma crise enorme que vai refletir no bolso do empresário e dos trabalhadores a longo prazo. Em especial dos informais.

Isto tudo dá sinais que para sobreviver diante deste cenário, as empresas devem ter um comportamento diferente. Os lucros que antes vinha com facilidade, agora mostram-se cada vez mais difícil de se alcançar. A empresa tem que se desdobrar cada vez mais e se tornar uma verdadeira equilibrista.

A primeira vista são equilibristas por ter que conduzir o seu negócio com o peso do aumento da tributação, além das obrigações, e exigências dos clientes.

Bem como o balanceamento com o aumento nos custos dos insumos para seu negócio. Mas por outro lado a diminuição do lucro e volume de vendas, assim como um mercado cada vez concorrido e com oportunidades mais difíceis de se conquistar.

Isto tudo exige a realização de um esforço muito grande e habilidade para se tentar manter e sobrevivência no mercado. 

Para tanto, as empresas devem buscar otimizar os seus custos, estrutura e processos para que sua empresa se torne mais competitiva e seja capaz de superar os desafios de uma pandemia de escala global para buscar novas alternativas de renda e receita.

Pois é neste cenário que costuma surgir ótimas oportunidades para as empresas, mas é necessário estar preparado.

 

Planejamento estratégico

8

5 problemas que afetam o crescimento empresarial

O começo de um novo ano sempre reserva muitas reflexões e questionamentos sobre o futuro. Em meio a rápidas transformações, manter um crescimento empresarial é um dos desafios que tirar o sono de muitos gestores.  Ainda assim, uma forma de controlar essa situação é começar a olhar para dentro da sua empresa e avaliar quais […]

9

Planejamento estratégico com BSC: saiba como implantar na sua empresa

O planejamento estratégico é fundamental para que uma empresa atinja seus objetivos e alcance o sucesso. Mas como determinar quais as metas mais importantes? Para isso, aliar o planejamento estratégico com o BSC pode auxiliar seu negócio. Criado por dois professores de Harvard, o BSC é um método construído para medir o desempenho além do […]

10

Como o Neuromarketing Pode Ajudar nas Vendas

Primeiramente, você conhece ou já ouviu do Neuromarketing? Pois bem! O neuromarketing é um recente estudo da neurociência e do marketing relativo ao comportamento do consumidor. Um dos principais objetos do estudo é a resposta que o cérebro dá quanto a publicidade, o branding das marcas, e ainda sobre a preferência de estar comprando ou […]