licitação caixa

Licitação Caixa: como acompanhar os editais do banco

Para as empresas que desejam crescer no seu ramo a participação em licitações pode ser uma boa estratégia. E um bom começo para qualquer empresa é a licitação caixa.

A Caixa Econômica Federal é um banco público e realiza a contratação de insumos e serviços terceirizados por meio de licitação pública. A famosa licitação caixa.

licitação caixa

Foto: Roberto Parizotti/FotosPublicas

Precisa de uma solução efetiva e profissional para a gestão da sua empresa? Agende uma ligação com um assessor e descubra tudo que a Daexe pode fazer por você!

 

A Caixa é responsável por promover licitações para ela própria e também para entes federais conveniados.

Tais licitações abrangem diversas áreas e serviços, razão pelo qual, independente do serviço prestado pela sua empresa, é possível que ela possa competir em um certame e colocando o seu negócio em um novo nível.

Isto porque o fornecimento de materiais e serviços para a administração pública costumam ser contratados para um longo prazo e por um preço realmente competitivo, o que pode ser uma vantagem para as empresas.

 

Mas como acompanhar a famosa licitação caixa?

Essa é uma dúvida recorrente das empresas, pois cotidianamente são publicados inúmeros editais de diversas áreas.

Primeiramente, o site da Caixa onde estão disponíveis todos os processos licitatórios é este aqui.

Neste link é possível ver o quadro geral dos pregões eletrônicos, as licitações Caixa, compras diretas eletrônicas e o credenciamento/pré-qualificação, separados por processos em andamento, novos certames, em disputa e encerrados.

Podemos dizer que é um quadro bem organizado e intuitivo.

Agora para acompanhar todos os editais do banco, aqui vai uma dica preciosa: mantenha uma pessoa responsável por acompanhar diariamente as novas publicações de editais no site da Caixa.

Isto por que, em média, surgem de 10 a 20 novos certames por dia. Por exemplo, ao redigir este artigo, havia 32 novos certames da Caixa e 1.060 novos certames de compradores conveniados.

Muita coisa, não é mesmo?

Assim, a pessoa responsável poderá filtrar diariamente os novos editais de acordo com o objeto licitado, o local de prestação do serviço, o tipo de modalidade da licitação, etc.

A partir daí ela poderá criar uma planilha com todos os processos licitatórios que sejam de interesse da empresa e repassar ao responsável por decidir se a empresa participará ou não do certame.

Com os dados filtrados, tal pessoa conseguirá decidir rapidamente se é viável ou não a participação da empresa no processo licitatório, otimizando o processo e reduzindo as falhas.

 

Como acessar o edital de licitação?

Após entrar no Portal de Compras Caixa, acessado a partir do link que postamos acima, você deverá clicar em novos certames, seja no item ‘compradores Caixa’ ou ‘compradores conveniados’.

Depois de clicado, aparecerá uma página com a lista de certames em credenciamento, ou seja, que estão recebendo o cadastro das empresas interessadas.

O interessante é que já no início da página aparece a modalidade do certame, com as opções pregão eletrônico, licitação Caixa, compra direta eletrônica e credenciamento/pré-qualificação, onde o interessado poderá filtrar os processos licitatórios de acordo com a modalidade do seu interesse.

Depois de filtrado, basta clicar no número do certame que tenha o objeto do seu interesse. A página que aparecerá contém todas as informações como a descrição do objeto, a modalidade, o tipo do certame, da cotação, da disputa, o critério de julgamento, a diferença mínima entre os lances e o comprador.

Prazos e Critérios da Licitação Caixa

Um ponto extremamente importante que deve ser verificado nesta página são os prazos. Isto por que os prazos para impugnação e do questionamento são essenciais para quem analisa o edital, já que, em caso de alguma inconsistência ou falha no edital, é a partir das impugnações que as falhas poderão ser corrigidas.

Por exemplo, um problema comum enfrentado pelas empresas que participam das licitações é a exigência de certidões que legalmente ou até pela jurisprudência não poderão ser exigidas, como alguns tipos de atestados de capacidade ou alguns tipos de certidão de entidades de classe.

Quando o edital exige certos documentos inexigíveis é somente através da impugnação do edital que esta exigência poderá ser desfeita.

É isto que garante a democracia das licitações, já que a administração não pode favorecer algumas empresas e desfavorecer outras.

 

Devo contratar uma empresa especializada para filtrar as novas licitações para minha empresa?

Isso depende do seu nível de maturidade e preparo para participar de um pregão. Na Daexe por exemplo nós podemos mapear as licitações ideais e realizar o acompanhamento de novos editais.

Além disso, desde a busca por licitações até a fase final no assessoramento da documentação que lhe garante a vitória do pleito você pode contar com a Daexe. Escolha essa estratégia de negócio e nossos especialistas vão te ajudar a chegar na vitória.

A contratação também pode ser interessante quando seu negócio estiver em um nível de grande preparo para participar de diversos processos licitatórios, de diferentes órgãos. Isto vai depender do porte da empresa, do nível de abrangência dela, entre outros fatores.

Agora caso o sua empresa esteja no estágio inicial de participação de licitações, devido ao porte ou por não possuir alguns documentos necessários para grandes licitações: conta com alguém.

O interessante é ter alguém experiente que te ajude a realizar este filtro, capacite sua equipe e organize seu negócio. Afinal, os resultados e o impacto de se preparar e ganhar uma licitação são duradouros.

As questões decorrentes da separação de documentos, da emissão de certificados probatórios, as impugnações e recursos para editais e propostas, entre outros pontos, é que tornam a participação em licitações um pouco mais complicadas para a empresa que não dispõe de uma assessoria especializada.

 

Conclusão

A partir de tudo de trouxemos neste artigo, deu para ver que a Caixa é só um dos tantos órgãos que promovem grandes licitações.

No entanto, o seu portal de compras é fácil e intuitivo o que propicia a entrada de diversos negócios no nicho de fornecedores do Estado.

A partir daí, caberá a sua empresa decidir como participará das licitações, se fará de maneira eventual ou terá uma atuação maciça.

Em todos os casos, contar com uma assessoria especializada no assunto é um grande diferencial para que você possa ganhar os melhores processos licitatórios!

Pessoa assinando o edital de licitação

Alerta Licitação: o que analisar primeiro no Edital?

O processo licitatório é o meio em que a Administração Pública, seja ela do âmbito municipal, estadual ou federal, utiliza para realizar a aquisição de serviços e a compra dos suprimentos necessários para o andamento de sua gestão. E quem dita as regras do jogo é o Edital de Licitação.

Para isso, existe um trâmite previsto em lei, que determina a ordem de todo o procedimento, que é a licitação.

O processo licitatório, por sua vez, se inicia com a publicação do edital. É nele que todas as informações necessárias para o certame estão contidas. O edital de licitação é quem dita às regras do jogo!

Pessoa assinando o edital de licitação

Precisa de uma solução efetiva e profissional para a gestão da sua empresa? Agende uma ligação com um assessor e descubra tudo que a Daexe pode fazer por você!

É comum que os interessados tenham diversas dúvidas na análise deste documento.

E, no intuito de auxiliar você a desmistificar qualquer edital de licitação, preparamos este artigo, elencando quais são os primeiros pontos a serem analisados assim que você tiver um edital em mãos!

 

1. Quem pode participar

Antes de se informar sobre qualquer item do edital de licitação é essencial que o interessado averigue no edital quais são os tipos de empresas que podem participar do processo licitatório.

Isto por que a Lei Complementar nº 123/2006 prevê que, em alguns tipos de licitações só poderão, participar empresas de pequeno porte.

Deste modo, caso sua empresa não se enquadre nos moldes de participação previstos no edital, é possível ganhar tempo, iniciando a análise a partir deste item.

 

2. Documentos de habilitação

O segundo ponto essencial para a análise do edital de licitação é a verificação dos documentos de habilitação.

Mas qual a importância de averiguar este item?

Os documentos exigidos para habilitação podem ser muitos e é possível que a sua empresa não consiga obtê-los até a data final para entrega.

Além disso, caso sua empresa não apresente todos os documentos necessários para a habilitação, ainda que ela possua o preço mais competitivo, não será possível que ela seja declarada vencedora no processo licitatório.

A habilitação é formada pelos seguintes documentos e requisitos:

  • Habilitação Jurídica: nesta modalidade deve-se comprovar a existência e funcionamento da empresa, através dos documentos solicitados no edital;
  • Regularidade fiscal: aqui se deve demonstrar que a empresa quitou todas as dívidas tributárias, seja na esfera municipal, estadual ou federal;
  • Qualificação técnica: são os requisitos profissionais da empresa, que demonstram a capacidade que a empresa tem de fornecer o produto. Por exemplo, se sua empresa comercializa papéis, você deve demonstrar que continuamente realiza a venda destes produtos. Um atestado de algum comprador, por exemplo, demonstrando que ele continuamente adquire seus produtos poderá ser utilizado.
  • Qualificação econômico-financeira: neste item é importante que a empresa demonstre que tem capacidade financeira e econômica para cumprir o contrato, caso seja a vencedora. É essencial que seja demonstrada que a saúde financeira da empresa está em dia e que não será um problema para a administração contratar a companhia.

Deu pra ver que os documentos são muitos! Por isso, é essencial que na leitura do edital você realize um check-list e marque os documentos que deverão ser providenciados com antecedência.

 

3. Termo de referência do Edital de licitação

Este documento, que no geral se encontra nos anexos do edital, é o coração da contratação. A explicação para isto é que é no termo de referência que estarão todos os detalhes e condições da contratação pelo órgão.

É como em uma proposta comercial, quando há a contratação entre duas pessoas de direito privado. Nela se reunirá todos os itens importantes para o fechamento do negócio.

No geral, é no Termo de Referência que estão as seguintes informações:

  • Objeto;
  • Justificativa;
  • Abrangência dos Serviços;
  • Os documentos relacionados ao objeto;
  • Obrigações da empresa;
  • Prazo de vigência do contrato;
  • Prazo para início dos serviços;
  • Forma de pagamento feito pela Administração Pública
  • Demais regras para a prestação do serviço

*Forma de pagamento feito pela Administração Pública: nota-se que é comum que o pagamento seja feito até meses depois da efetivação do serviço prestado e ainda poderão ser exigidos alguns documentos para a liberação do pagamento. Por isso, é importante verificar se esta modalidade de recebimento é interessante para o seu modelo de negócio;

Assim, é essencial que a análise do Termo de Referência seja feita de maneira minuciosa, afinal, participar de um processo licitatório pode exigir muito tempo da sua empresa e será um problema posteriormente, caso sua companhia vença o processo licitatório, que o fornecimento dos produtos ou serviços seja sinônimo de prejuízo.

Por isso, só participe do certame se as regras forem compatíveis com seu modelo de negócio!

 

4. Objeto do Edital de Licitação

Este item está relacionado ao Termo de Referência, mas no geral está contido no início do edital.

Pelo objeto é possível verificar o quê exatamente a Administração Pública deseja contratar e, a partir daí, aferir se sua empresa poderá fornecer o produto/serviço.

Por exemplo, uma Prefeitura deseja comprar uma frota de veículos e sua empresa vende veículos também. No entanto, o órgão deseja adquirir veículos movidos à energia elétrica e sua frota só vende automóveis movidos a álcool e a gasolina.

Assim, analisar minuciosamente o objeto evita erros na participação do certame.

 

5. Prazos

Os prazos são essenciais de serem averiguados, por duas coisas: primeiramente, sua empresa deve verificar até quando ela poderá apresentar os documentos de habilitação e verificar também quando será a data do pregão.

Em segundo lugar, é essencial verificar a data final para impugnação do edital. No geral, esta data é curta e em alguns casos, ela será determinada para dias antes do pregão.

A partir daí, com a análise total do edital, é possível que seja constatada algumas irregularidades no processo licitatório, como a requisição de documentos que são impossíveis de serem obtidos ou até mesmo que o objeto de contratação seja tão específico que somente uma determinada empresa possa fornecer.

Assim, com a ajuda de um profissional, você pode elaborar uma impugnação e encaminhar ao órgão competente, no intuito de que o certame seja justo para você e para os demais concorrentes.

Ficou alguma dúvida? Nossa equipe está à disposição para auxiliá-lo. Entre em contato conosco!

Organize sua empresa em 7 dias

Licitação da Prefeitura

Licitação da prefeitura, Estado ou Federal? Entenda como funciona

Para uma empresa que esteja iniciando a sua atuação no campo das licitações, é comum que surjam diversas dúvidas, afinal, existe todo um processo para que a Administração Pública contrate algum serviço ou compre algum objeto, bem diferente do que ocorre com as empresas privadas. Conheça agora da licitação da Prefeitura, a do Governo Federal.

Além disso, ainda que a Lei de Licitações seja a mesma para as esferas municipais, estaduais e federais, algumas regras são diferentes para determinados entes federativos.

No intuito de auxiliá-lo com estas questões, preparamos este artigo, abordando um pouco das licitações promovidas pelas prefeituras municipais, pelos Estados e pelo Governo Federal.

Licitação da Prefeitura

Precisa de uma solução efetiva e profissional para a gestão da sua empresa? Agende uma ligação com um assessor e descubra tudo que a Daexe pode fazer por você!

Licitação da prefeitura

A licitação da prefeitura é uma licitação municipal, e elas costumam ser as preferidas dos empresários. E isso ocorre por diversas razões: além de estarem mais próximas das sedes das empresas, em caso de qualquer problema na licitação ou na contratação, se torna mais fácil cobrar o órgão, já que a administração de uma prefeitura pode ser mais acessível que a administração de um governo estadual ou federal, por exemplo.

Além disso, a empresa tem maior facilidade para entender o local de prestação de serviço, já que o município pode ser o da sua própria sede ou de alguma cidade próxima.

Outra vantagem das licitações municipais é que, no geral, elas são pequenas em comparação as licitações estaduais e federais. Assim, no geral, são poucos os documentos requeridos para comprovação da capacidade e idoneidade da empresa, o que pode facilitar a participação dos pequenos negócios.

Um ponto importante é que as empresas devem estar atentas às leis que aquele município pode ter instituído sobre o ramo de licitações.

A cidade de São Paulo, por exemplo, possui uma lei própria que regulamenta diversos pontos de uma licitação e também dos contratos administrativos.

Por isso, é essencial que, além de analisar o edital minuciosamente, a empresa, com o apoio de seu advogado, analise também as leis municipais que possam dispor dos processos licitatórios.

Como encontrar licitações municipais

No geral, nos sites das prefeituras municipais existe uma área destinada a divulgar as licitações do município.

 

Licitações Estaduais

As licitações estaduais, por sua vez, são atrativas em decorrência da extensão dos serviços, onde muitas vezes a administração realiza uma grande contratação, o que pode ser vantajosa para a empresa.

Porém, é possível também que o Estado esteja contratando somente para um estabelecimento locado em um município, de modo que a depender da capacidade da sua empresa, pode ser um atrativo este fornecimento.

Por exemplo, é possível que o Estado licite a instalação elétrica para um colégio estadual em construção e sua empresa seja especialista em instalações elétricas. Assim, uma licitação como esta pode ser vantajosa para o seu negócio.

Outro ponto importante é a verificação de leis estaduais no Estado da licitação. Os Estados, em geral, possuem diversas leis que regulamentam os procedimentos licitatórios e é importante estar por dentro delas.

 

Como encontrar as licitações estaduais

Os Estados costumam possuir um portal próprio para reunir todas as compras a serem realizadas pelo Ente. Estes portais, que geralmente são denominados “Portal de Compras” possuem mecanismos próprios para realização de pesquisas, de modo que você pode filtrar a pesquisa de acordo com o objeto da sua empresa.

Além disso, caso sua empresa seja pequena e exista uma licitação que exija uma capacidade maior que a do seu fornecimento, é possível que você faça uma parceria com outra empresa de pequeno porte do ramo e, juntas, apresentem um plano de fornecimento compatível com o requerido na licitação.

Isto é possível graças a Lei nº 8.666/1993, que permite que em algumas licitações seja possível que as empresas se habilitem em um consórcio.

 

Licitações Federais

As licitações federais, por sua vez, podem ser extremamente atrativas para as grandes empresas, já que, no geral, o Governo Federal contrata grandes serviços ou suplementos em volumosa quantidade.

Isto também significa que a empresa deve possuir mais documentos comprobatórios da sua capacidade, seja financeira, fiscal e de fornecimento.

Além disso, dependendo da extensão da compra ou do fornecimento de material, pode ser interessante para a empresa abrir uma filial no local de fornecimento. Para isto, deve ser demonstrada na habilitação que a empresa possui capital de giro para isto.

Por exemplo, o Governo Federal deseja contratar uma empresa para o fornecimento de alimentação em dois presídios no interior de um Estado. Pode ser interessante para a empresa abrir uma filial entre as cidades e assim utilizar a sede para o cumprimento deste contrato.

Como encontrar as licitações federais

O Governo Federal possui um portal próprio para cadastro das empresas e é por lá que a empresa deve buscar as licitações que deseja participar.

Para a participação nas licitações federais, a empresa deve estar previamente cadastrada no SICAF (Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores).

 

Como encontrar as melhores licitações

Existem portais especializados para a busca de licitações, de acordo com o seu ramo.

Além disso, a empresa pode buscar diretamente no site das prefeituras municipais e nos portais de compras dos Estados e do Governo Federal.

Dica: caso seja interesse da sua empresa tornar-se fornecedora da Administração Pública, uma dica é manter alguém responsável por analisar diariamente os portais de compras das prefeituras, do Estado e do Governo Federal, no intuito de que a empresa não perca nenhuma oportunidade em participar de licitações.

 

Como manter minha empresa preparada para as licitações nas três esferas?

Ainda que os documentos solicitados pelas três esferas possam ser diferentes, é essencial que a sua empresa mantenha alguns documentos guardados e disponíveis, para a hipótese de que surja alguma licitação interessante para sua empresa e o prazo seja curto.

Em primeiro lugar, sempre estar em dia com os tributos de todas as esferas. Eles serão essenciais para qualquer tipo de licitação.

Outra questão importante é quanto os documentos da empresa, como CNPJ, contrato social e demais autorizações necessárias para o seu tipo de negócio. É essencial que estes documentos estejam sempre atualizados!

Com tudo organizado se torna muito mais fácil participar de qualquer processo licitatório.

 

eBook Repensando o Planejamento Estratégico