Posts

A importância da inteligência competitiva para a sua empresa

Antes de mais nada, você sabe o que é inteligência competitiva? E porque é importante para as empresas? Confira e entenda neste artigo que iremos explicar o que é essa inteligência e porque é importante nas empresas.

 

O que é Inteligência competitiva – IC?

A inteligência competitiva é uma importante ferramenta estratégica que tem como objetivo captar e analisar às necessidades e exigências de mercado o qual a empresa atua.

Em outras palavras,  é possível estar ampliando a competitividade da empresa, se preciso for reorienta metas, planejamento, foco, clientes, produtos, entre outros. Sendo que, sua obtenção de dados é voltada principalmente para consumidores, concorrência e também fornecedores.

Embora, muitos são os estudiosos que descrevem a inteligência competitiva como uma área estratégica focada na concorrência, por conta de toda análise feita no segmento. Além disso, por meio dela a empresa estar se antecipando a qualquer exigência que surja no mercado.

 

Ciclo da IC
  • Planejamento – Estudo do problema e as medidas que vem ser tomadas;
  • Coleta – Procura das informações necessárias para transformar em dados a serem analisados;
  • Análise – Etapa muito importante, pois aqui é aonde geralmente a inteligência deve ser gerada;
  • Divulgação – Com a inteligência aprovada é hora da demonstração.
Leia também: Por que pensar em planejamento é pensar no sucesso do seu negócio

Como coletar dados?

Certamente, há diversas formas de se coletar dados, podendo ser aplicadas mais de 80 técnicas, porém este é um serviço minucioso e deve-se tomar bastante cuidado com a coleta e análise. Mais importante, é que utilize técnicas de acordo com o problema imposto.

Primeiramente, a pesquisa de mercado por exemplo, é uma coleta importante para quem deseja vantagem competitiva e assim conhecer a concorrência. Faça busca de mercado, análise benchmarking, pesquise relatórios e dados oficiais, para obter boas e diversa informações.

Pesquisa entre consumidores é um outro exemplo tanto para vantagem competitiva como para a busca de satisfação dos consumidores. Questionários pós-compras, avaliação do serviço, pesquisas online, etc, podem servir para tirar informações importantes.

Big data, esta é uma ferramenta que necessita de profissional especializado, mas que fornece informações diversas com dados estruturados e não estruturados. E que podem ser captados e analisados como histórico da empresa, comportamento do consumidor, índices macroeconômicos, dentre outros.

Dados do Marketing, este também pode ser um aliado para coletar e analisar dados. Advindos do Google Analytics; relatórios e desempenhos de mídias pagas, redes sociais, e-mail marketing, CRM, inbound marketing e outras ferramentas do marketing digital.

Estratégias utilizadas para gerar inteligência Competitiva

Análise Swot – É uma matriz, método para analisar fatores internos e externos importantes para o sucesso da empresa. Praticamente está em todos os planejamentos estratégicos e nas tomadas de decisão.

Cinco forças de Porter – É um quadro o qual possui uma lista de verificação para analisar o nível de competitividade de uma indústria com base no equilíbrio do poder.

Avaliação e estimativa de mercado – Técnica que permite calcular o tamanho do mercado mesmo se não existir estudos publicados. Auxilia em pontos cegos da empresa.

Analise da cadeia de valor – Abordagem sistêmica que analisa sua cadeia de valor identificando onde se pode criar maior valor para o cliente.

Escada de crescimento – Método para mapear possíveis caminhos de crescimento da empresa ao combinar habilidades e opções continuamente. Pode ser utilizada para mapear escadas de concorrentes e ainda como ferramenta de brainstorm

Árvore ROCE – Método simples para comparação e entender as diferenças estruturais.

Estrutura de poder – Método para quem são os tomadores de decisão em situação de poder. Muito utilizado em vendas.

Teoria dos jogos – Modelo que fornece caminho de análise para antecipar movimentos futuros.

Pontos cegos estratégicos – Análise que auxilia a identificar se a equipe ou está propensa a pontos cegos e como corrigir.

Estrutura 3 C – Importante estratégia de marketing formada por um triângulo que corresponde a Companhia, Clientes e Concorrentes.

Veja também: Endomarketing porque importante para as empresas?

Como utilizar a inteligência competitiva na empresa?

  • Para Identificar questões relevantes para a empresa
  • Na criação das melhores condições de competividade
  • No detalhamento de dados e informações
  • Nas estratégias existentes e na construção de novas
  • Na Elaboração de decisões eficientes
  • Para a construção da matriz Swot
  • Para gerar valor compartilhado
  • Na geração de ações da empresa
  • Na estruturação do negócio

Vantagens de se utilizar a IC

  • Minimizar surpresas advindas dos concorrentes;
  • Identificar oportunidades e ameaças (SWOT);
  • Obter conhecimento relevante para formular o planejamento.
  • Aprender com os erros, acertos e apostas da concorrência;
  • Compreender que tipo de impacto nossas ações estratégicas terão sobre os concorrentes;
  • Compreender a repercussão das ações no mercado;
  • Rever e realinhar estratégia;
  • Garantir meios para uma maior sustentabilidade do negócio.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe nos comentários suas experiências.

 

Rafaela de Souza Batista

Bacharela em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda. Redatora e Produtora de Conteúdo para Web. Ama escrever e criar coisas novas. Uma estudiosa sobre o comportamento do consumidor e as novidades da área do marketing.

 

O poder da análise SWOT para as empresas

Forças, fraquezas, oportunidades, ameaças: cada uma dessas palavras forma a base da análise SWOT. A sigla vem do inglês, mas o seu conceito se baseia em criar estratégias para impulsionar o crescimento dos negócios. Analisando cada um dos pontos do SWOT, é possível ir muito além dos resultados atuais.

O que é a análise SWOT?

Como você pode perceber, a análise SWOT é um sistema que leva à definição das estratégias de uma empresa. Esse tipo de método é comum em grandes empresas, mas, independente do tamanho de um negócio, ele pode ser implantado.

A ferramenta auxilia a realizar uma leitura completa dos principais pilares de uma empresa na hora de pensar o seu planejamento estratégico. A Força representa os potenciais da empresa. As Fraquezas são os pontos a serem melhorados. Já as oportunidades representam aquilo que há com boas perspectivas para ser melhor explorado. As ameaças, por sua vez, representam principalmente os concorrentes no mercado.

Qual o diferencial da análise SWOT?

Depois do trabalho de identificar cada ponto importante da empresa, fica a dúvida de como isso pode ser útil. Os dados obtidos pela análise SWOT apontam principalmente o que está dando certo e o que não está.

Além disso, o SWOT identifica o que a empresa está deixando de aproveitar. Muitas vezes há diferenciais e pontos positivos que os próprios gestores não enxergam, mas são identificados na análise.

Com as informações obtidas na análise você ganha ainda mais embasamento na tomada de decisões. Dessa forma, pode decidir os rumos do seu negócio com mais segurança e confiança no resultado. Por fim, você diminui os erros e foca nos acertos.

Veja também o artigo método de gestão empresarial

Como aplicar

Tirar a análise SWOT do papel e levá-la para a prática não é tão difícil quanto pode parecer. Para aplicar a análise e observar as características positivas e negativas do seu negócio, preste atenção!

O mais importante é enxergar a sua empresa como alguém que a vê de fora. Dessa forma vê-se muito melhor os pontos fortes e fracos. A primeira etapa é essa: visualizar a sua empresa como alguém externo.

Após mapear as forças e fraquezas, é a hora das oportunidades e ameaças. Procure por algo que tem potencial e é pouco explorado. Pense nos projetos que você idealiza, mas não dá o pontapé inicial: essas são as oportunidades. Observar os movimentos do mercado também pode fazer a diferença aqui. Isso pode ditar as inovações que a serem cogitadas para a sua própria empresa. 

Para analisar as ameaças também é importante conhecer o mercado. Saiba quem são os seus concorrentes, o que eles estão fazendo e como estão fazendo. Essa é a melhor forma de conhecer as suas principais ameaças. Além disso, é uma forma de “não ficar para trás”.

No geral, a análise SWOT pode elevar a sua empresa para um novo nível. O que não basta, contudo, é ficar na análise superficial. Seja crítico, rigoroso e estrategista. Se necessário, conte com alguém de fora para enxergar as forças e fraquezas, isso pode ser fundamental.

Agora que você entendeu a análise SWOT e a sua importância, mãos à obra! Pequenas e médias empresas também são muito beneficiadas com a estratégia. Mesmo que você tenha um negócio ainda em seu início, aposte nas melhores estratégias para evitar erros.