Como fazer a gestão financeira de uma empresa

 

O controle financeiro de uma empresa tende a ser uma bagunça quando não é acompanhado de perto. Por isso, é importante organizar toda gestão financeira de uma empresa focando naquilo que realmente importa:

Fluxo de caixa
Controle de contas a pagar e a receber (inadimplência)
Demonstrativo de resultados (DRE)
Reduzir custos
Precificar corretamente os produtos, fechar bem o caixa, analisar o retorno sobre os investimentos realizados em marketing, definir um pró-labore justo para os sócios e utilizar um software de gestão. 

O que é controle financeiro?

A gestão financeira é, um conjunto de ações realizadas dentro de uma empresa para melhorar os resultados financeiros da mesma, além de manter os dados atualizados relativos ao que está acontecendo na realidade atual, comparando com o planejamento financeiro da empresa para o ano, por exemplo. Todas as ações que impactam a vida financeira da empresa fazem parte do conjunto que define o que é controle financeiro, desde o comando de contas pendentes/inadimplência (a receber e a pagar) e fluxo de caixa, até planejamento do orçamento anual, precificação de produtos etc.

Ter o controle pode também significar ter um setor financeiro organizado, com dados e relatórios que permitem aos gestores tomar decisões com base em dados reais, além de saber a tendência financeira da empresa em relação a lucros e prejuízos, investimentos tanto na visão por caixa ou por competência.

Por que você deve fazer controle financeiro?

A saúde financeira de uma empresa é fundamental para a continuidade e crescimento da mesma. É importante saber que a perda de controle pode levar uma empresa a falir e por isso é necessário ter uma boa gestão financeira.

 

gestão-financeira-no-seu-negocio

Gestão financeira: por fluxo de caixa e por competência

Ricardo é um empresário que investiu todo o seu dinheiro em uma empresa nova de comunicação. A agência administrada por ele conquistou inúmeros clientes logo no primeiro ano, contudo, a gestão financeiro ainda o preocupa. Embora lucre com os vários clientes, ele não sabe para onde o seu dinheiro está indo. O problema de Ricardo está, de fato, na má gestão financeira.

Como ele, muitos empresários não entendem as diferenças entre gestão por fluxo de caixa e por competência. Para ver os lucros do seu negócio e administrá-los com sabedoria é preciso ter conhecimento de ambas práticas.

Gestão financeira por fluxo de caixa

Esse tipo de gestão considera todas as transações financeiras somente no dia em que ocorrem. Se o Ricardo precisar pagar a parcela de computadores novos em 30 dias, considera-se a segunda somente em 60.

O que acontece é que tanto as receitas quanto os custos são contabilizados somente no mês em que são pagos/recebidos. Essa seria a gestão ideal apenas para quem observa a movimentação financeira. Entretanto, esse tipo pode levar a dívidas em algum mês por meros descuidos caso você se esqueça de alguma despesa.

 Plano de contas gerencial: Como elaborar e personalizar para minha empresa

Gestão por competência

No caso da gestão por competência ela é obrigatória pela legislação brasileira para empresas de médio e grande porte. Esse tipo de gestão, que também pode ser executada por pequenas empresas, facilita a análise financeira e patrimonial. Ao contrário da gestão por fluxo de caixa, ela contabiliza tanto despesas quanto receitas.

Se o Ricardo comprar computadores novos para a sua agência, a despesa será contabilizada no dia em que ocorreu. Assim, a cada mês não é necessário acrescentar aquela despesa novamente.

A gestão por competência facilita muito também a geração de relatórios financeiros. Graças a ela é possível apresentar com muito mais clareza os indicadores econômico. O Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é um desses exemplos. Ele é um dos relatórios mais completos de gestão e só é possível a partir desse tipo de gestão financeira.

Gestão por fluxo de caixa versus Gestão por competência

É preciso ter muita atenção às diferenças entre cada um dos tipos de gestão financeira abordados. Quando você deseja medir resultados, deve considerar tanto lucros quanto despesas e ainda a depreciação. Nesse caso, utiliza-se sempre a gestão por competência.

A grande diferença é que a gestão por fluxo de caixa não considera-se a depreciação. Ele não é menos importante, que permite a realização do Demonstrativo de Fluxo de Caixa. Entretanto, olhar apenas para os lucros pode induzir a erros como o de Ricardo em sua agência.

O ponto positivo da gestão por fluxo de caixa é o gerenciamento da liquidez do negócio, porque às vezes, a empresa tem uma rentabilidade boa, ou seja, dá lucro, mas não tem capital de giro à curto prazo para pagar contas.

 

Como podemos ver a Gestão financeira é um dos fatores mais importantes para a saúde da sua empresa. Se você deseja organizar a gestão financeira da sua empresa, clique aqui e deixe seus dados que um dos nossos consultores irá entrar em contato com você para te ajudar.

 

Deixe seu comentário: