Posts

Saiba definir indicadores de desempenho relevantes para seu negócio

Indicadores de Desempenho

Nada melhor do que um exemplo prático para apreendermos uma boa lição, não é verdade? É por isso que hoje queremos compartilhar com você, através de uma analogia simples, uma percepção que tem feito toda a diferença na nossa gestão e na gestão das empresas que assessoramos: você precisa aprender a utilizar indicadores de desempenho específicos para o seu negócio!

Quer saber por quê? Vamos ao exemplo.

Quantas pessoas você conhece que vivem saindo de uma dieta e entrando em outra, sem resultados satisfatórios? Temos certeza que uma boa lista, e com uma boa chance de que ela comece por você mesmo, sem ofensas. Vai dizer que não?
A história sempre se repete. Uma segunda-feira de sol em que o sujeito inicia um programa de exercícios diários e um cardápio restrito das coisas que ouviu falar que não colaboram com a sua dieta. Para controlar o desempenho, sobe na balança todos os dias, de preferência logo quando acorda, porque sabe que aquele é o momento em que tende a estar “menos pesado”.
Passa uma semana, e o sujeito perdeu 1kg. Fica feliz. Passa mais uma semana, e se vão 300 gramas. Ele pensa: “se fiz o mesmo que na semana anterior, porque não perdi o mesmo?”. Na terceira semana, restringe mais a dieta e pega mais pesado nos exercícios, mas perde apenas 450 gramas. “O que houve dessa vez?”, é o que se pergunta. Afinal, a balança não está mostrando, mas o sujeito está se sentindo mais magro. Na quarta semana, com o psicológico abalado pelo resultado pífio, o sujeito perde a linha no aniversário de um amigo que o convidou para um rodízio de massas. Adeus dieta.

O fator mais determinante para o insucesso deste sujeito foi a escolha de um indicador de desempenho genérico e difícil de influenciar. Vamos te explicar porquê, com outro caso.

Um sujeito decide procurar uma clínica de emagrecimento. Já na primeira consulta, passa por procedimentos de anamnese, bioimpedância e fotodocumentação. É designado a fazer uma série de exames que vão transformar em números seu estado nutricional. A partir disto, passa a ser medicado e a cumprir uma prescrição extremamente rigoroso das calorias que pode ingerir e das calorias que deve perder todos os dias. É acompanhado rotineiramente por uma equipe formada por cardiologista, nutricionista funcional, personal trainer, esteticista e psicoterapeuta. A cada nova consulta, todas as suas medidas são revistas e os resultados acompanhados precisamente pelos processos de anamnese e fotodocumentação.
O resultado é que este sujeito, em apenas três meses, consegue perder 30 quilos. Se estiver em dúvida, entre em contato com alguma clínica de emagrecimento que vai saber que isto não é nenhum exagero.

A regra de sucesso aqui foi a escolha perfeita de indicadores de desempenho, que permitiram um acompanhamento preciso do progresso do sujeito, medindo, além do peso, as calorias consumidas e perdidas, as porcentagens de massa magra e massa gorda, as perdas de medidas, a qualidade da nutrição e a foto comparada. O conjunto de indicadores tornou possível que o sujeito pudesse influenciar precisamente os resultados, sabendo quando precisava gastar mais caloria (exercícios), quais elementos nutricionais deveria ingerir e em quais quantidades, etc.

Com as empresas acontece o mesmo!

Boa parte das reuniões de estratégia das empresas acabam focando sempre na mesma coisa: os dados das avaliações de desempenho e a incapacidade de alterá-los. Esta fixação faz com que não se saia do lugar: líderes de vendas se fixam no montante de vendas, líderes de serviços se detém na satisfação dos clientes, os que fazem dieta ficam obcecados pela balança.

Isto é comum porque de fato as informações fornecidas pela avaliação de desempenho são a sua forma de medir o sucesso, são os resultados que você quer alcançar, além de serem dados fáceis de obter/observar. Por exemplo, é mais fácil subir na balança e ver quanto peso perdeu, mas é mais difícil descobrir quantas calorias vocês ingeriu e quantas queimou, não é verdade?

“Mas como, AFINAL, posso escolher os indicadores de desempenho MAIS RELEVANTES para o meu NEGÓCIO?” é o que você deve estar se perguntando.

Você precisa ter em mente que Indicadores de desempenho RELEVANTES para o seu negócio precisam ser PREDITIVOS E INFLUENCIÁVEIS a METAS!

Para que você possa entender este item, vamos compartilhar um exemplo de uma empresa de bebidas que encontramos no Livro “As quatro disciplinas da execução”, de autoria de consultores da Consultoria Internacional Franklin Covey.

O time da empresa de bebidas, assim como você e sua equipe, estava em busca de escolher os indicadores de desempenho mais relevantes para sua Meta Crucialmente Importante, que era: Aumentar a produção anual de água de 175 milhões de litros para 185 milhões de litro até 31 de dezembro.

As primeiras sugestões de indicadores que surgiram, foram:
a)Estipular meta de produção de água mensal
b)Estipular meta de produção diária

Qual delas você escolheria???

A resposta certa é: nenhuma das duas!

Sabe por quê? Porque nenhuma delas diz o que é necessário fazer todos os dias para chegar ao objetivo. Não são preditivas, nem influenciáveis!

Para encontrar o indicador de desempenho RELEVANTE é necessário estar atento às especificidades da empresa. No caso da empresa de água, eles buscaram estudar os motivos que os impediam de aumentar sua produção de água. Descobriram, por meio de um diagnóstico, que o gargalo da produção estava no fato de que eram recorrentes os casos de turnos de trabalho com equipes incompletas e que haviam máquinas improdutivas.

Seus indicadores de desempenho tinham que atuar sobre o que de fato era impeditivo para o alcance da META. Foi assim que definiram dois indicadores de desempenho PRECISOS:
A)O percentual de turnos com equipes completas, que agora buscariam aumentar de 80% para 95%; e
b) O percentual de conformidade com os programas de manutenção preventiva, que agora deveriam aumentar de 72% para 100%.

Estes dois indicadores são claramente PREDITIVOS, ou seja, medem algo que leva ao alcance da meta; e INFLUENCIÁVEIS, ou seja, a ação da equipe influencia diretamente nos resultados.

INDICADORES SÓ SÃO RELEVANTES QUANDO VOCÊ E SUA EQUIPE SÃO CAPAZES DE INFLUENCIÁ-LO!

Para gerir estes fatores, há uma metodologia de gestão estratégica que consideramos ideal: Balanced Scorecard, também conhecida pela abreviação BSC. Trabalhando com as quatro perspectivas fundamentais das empresas (finanças> clientes> processos>aprendizado e inovação), o BSC tem por base a gestão por meio de indicadores de desempenho precisos, capazes de fornecer informações exatas a respeito do progresso da empresa em direção aos objetivos e metas crucialmente importantes que foram estabelecidos.
Nossos clientes que adotaram o BSC costumam testemunhar como principal ganho a sensação de controle da situação e de segurança nas tomadas de decisão, visto que agora conhecem a sua empresa em números e sabem sob quais fatores devem atuar para alcançarem suas metas.

Conheça mais sobre o BSC aqui no nosso BLOG! Também queremos saber a sua opinião sobre este artigo. Ficou mais clara a importância e o caminho para escolher indicadores de desempenho relevantes para o seu negócio? Continuamos a conversa, nos comentários abaixo.